header print

Cuidado: O Mofo Pode Afetar a Sua Saúde!

O mofo é um problema que pode surgir em qualquer residência, mesmo que você mantenha tudo limpo. Além de deixar uma péssima aparência nas paredes, alguns tipos de mofo são muito tóxicos e podem causar sérios problemas à saúde. Se você tem aquelas manchas persistentes em algumas partes da sua casa, este artigo é fundamental para mantê-lo informado.

 
Doenças causadas pelo mofo

O que é o mofo?

O mofo é formado por diversos tipos de fungos microscópicos que se formam em ambientes úmidos, principalmente em áreas onde não há luz solar, formando grandes manchas que podem ser cinzas, verdes, azuis ou até vermelhas. Como elas se reproduzem muito rápido, algumas delas surgem e crescem em questão de horas. Mesmo que você limpe, ilumine e deixe o ambiente menos úmido, as bactérias ainda podem ficar ali e sobreviver por um bom tempo.

 

Como o mofo aparece?

O mofo pode surgir em diversos lugares, desde a parede do banheiro até mesmo dentro de uma simples cafeteira. Outros ambientes como porões e sótãos escuros e úmidos e locais onde tenha problema de vazamento dos canos de água são propícios para que essas bactérias apareçam e se multipliquem. Surgem também em lugares que você menos espera, como geladeira, forno e máquina de lavar, por mais que você os mantenha limpos. O problema é a falta de ventilação e a umidade. Em muitos casos é difícil se livrar deste mal, porque mesmo que você tenha limpado a área afetada, as bactérias ainda conseguem sobreviver no ar.

 

E por que é tão perigoso à saúde?

Qualquer tipo de mofo pode causar doenças, mas dentre todos os tipos, o mofo preto é o mais perigoso. Pessoas com baixa imunidade estão mais suscetíveis a doenças ao serem expostas a ele, além da condição genética. Um estudo científico comprovou que quem tem o gene HLA-DR corre riscos muito maiores. Veja abaixo algumas doenças que o mofo pode causar:

 

Sinusite fúngica

Estudos médicos já comprovaram que, em alguns casos, a sinusite é causada por bactérias fúngicas. Mesmo que o paciente faça um tratamento para acabar com a doença e não consegue curá-la, o médico precisa examinar novamente, pois a sinusite fúngica (também chamada de invasiva) se diferencia das outras. E é preciso tratar o problema o quanto antes, antes que se agrave, com consequências muito mais sérias à saúde.

Síndrome da resposta inflamatória sistêmica

Esta é uma séria doença crônica associada à categoria de doenças relacionadas a biotoxinas. Resumidamente, é uma forte intoxicação respiratória causada pelas biotoxinas, um tipo de tóxico muito perigoso que são emitidas pelo mofo. A doença afeta os pacientes de diferentes formas, podendo atacar órgãos como fígado e rins.

 

Sintomas de doenças causadas por mofo

Se você tem este problema em casa e está com alguns dos sintomas abaixo, preste atenção, pois pode estar com alguma doença causada pelo mofo que, em alguns casos, podem ser confundidos com o de um resfriado comum. Um estudo científico apresentado em 2003 em um congresso médico em Dallas, Estados Unidos, mostrou que pessoas tinham esses sintomas por estarem expostas ao mofo. Veja alguns deles:

  • Cansaço;
  • Problemas gastrointestinais, como vômito e diarreia;
  • Perda de peso;
  • Dor de cabeça;
  • Bronquite crônica;
  • Queda de cabelo;
  • Perda de memória;
  • Rachaduras na pele;
  • Tosse crônica ou com sangue;
  • Problemas visuais ou até cegueiras repentinas;
  • Perda de olfato;
  • Dores musculares;
  • Dores nos rins;
  • Urinar com frequência;
  • Tremores;
  • Depressão e ansiedade.

Caso tenha alguns desses sintomas ou em conjunto, procure um médico imediatamente.

Como acabar com o mofo?

Agora que você está ciente dos perigos que o mofo pode causar, precisa aprender a eliminá-lo. Aqui vão algumas dicas:

  • Use um produto antifúngico e limpe as áreas afetadas;
  • Procure por algum purificador ou desumificador de ar;
  • Caso o mofo esteja fora de controle, procure por ajuda de um profissional. Além de eliminar o problema, ele pode ajudá-lo a identificar o porquê do surgimento (e a persistência) do mofo;
  • Mantenha sua casa muito arejada, mesmo em dias frios. Abra portas e janelas;
  • Depois do banho, deixe o vitrô e a porta abertas para arejar e evitar umidade. Caso seu banheiro não tenha janelas, coloque um ventilador após o banho para circular o ar e evitar umidade, e mantenha a porta aberta;
  • Verifique eletrodomésticos como geladeira, máquina de lavar e secadora de roupas, além de seus armários e guarda-roupas. Deixe arejar e mantenha-os sempre limpos;
  • Se tiver sótão ou porão em casa, não acumule muitas coisas e limpe com frequência. No caso do sótão, por exemplo, é possível instalar telhas de vidro no telhado para mantê-lo iluminado e aquecido com a luz do sol.
 

Separamos também uma ótima dica: fazer o seu próprio antimofo caseiro, com ingredientes naturais! Clique aqui para saber mais.

 
Créditos: healthyandnaturalworld.com

 

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer: