header print

Khadro Ling - Um Pedaço do Tibete na Serra Gaúcha

Na cidade de Três Coroas, no topo do Vale do Paranhana, na Serra Gaúcha, situa-se o Khadro Ling, em cujas terras há um  La Kang, um templo construído e ornado dentro das tradições artísticas tibetanas. Além de abrigar retiros e cerimônias budistas, o templo principal e outros monumentos do lugar – como estátuas, stupas, rodas e bandeiras de oração e uma réplica de uma Terra Pura – estão abertos à visitação pública gratuita.

buddha
 
A réplica do reino celestial de Zangdog Palri (“Gloriosa Montanha Cor de Cobre”) traz da cultura tibetana símbolos de valores universais como a não-violência e a clareza interior. Zangdog Palri é a Terra Pura de Padmasambava, um reino que expressa o ambiente esplêndido surgido da mente iluminada.
 
buddha
 

Pela exuberância da arte sacra tibetana e pela beleza natural do entorno, o Khadro Ling entrou no roteiro turístico da Serra Gaúcha. Quando o Mestre Chagdud Rinpoche (1930-2002) idealizou o templo, ele não tinha a intenção explícita de criar uma atração turística. No entanto, sempre disse que construiu o templo para inspirar positivamente todos os visitantes, independentemente de suas crenças ou tradições religiosas.

buddha
 

Uma comunidade de praticantes budistas mora no Khadro Ling. Eles são responsáveis pela manutenção das atividades e dependências do centro por meio de trabalho voluntário. Como é comum em algumas tradições do budismo tibetano, a comunidade não é monástica, e sim leiga. Ou seja, as pessoas podem manter relacionamentos, casarem-se, ter filhos, formar uma família.

buddha
 

As Bandeiras de Orações, tal como as Rodas de Orações, contêm milhares de mantras e, ao girar, suas bênção são espalhadas pelo vento, mandando paz e harmonia para todos os lugares do mundo.

buddha
 
As oito stupas, que representam a mente iluminada de Sidarta Gautama Buda.
buddha
 
Interior do templo
buddha
 
Estátua do Buda Akshobia - aquele que purifica a raiva.
buddha
 
 
Estátua do Guru Rimpoche
buddha

buddha

Lá, a natureza convive em perfeita harmonia com templos e estátuas semelhantes aos encontrados no Nepal. Tudo no local convida à reflexão, paz e serenidade. Até mesmo quem não pratica o Budismo sente-se tocado pela tranquilidade do ambiente.

buddha
 
buddha

 

Nada mais delicado do que encontrar estas plaquinhas espalhadas pelo templo: “não pise nas formigas”. Na foto não dá para ver muito bem, mas havia uma carreirinha de formigas passando tranquilamente por ali, protegidas pela filosofia budista.

 
buddha
 
Uma fonte original
buddha
 
Stupas do Buda Supremo
buddha
 
Interior de uma das salas de estudos.
buddha
 
Chafariz da Tara Verde, uma das divindades do Budismo Tibetano.
buddha
 
As Rodas de Orações, como as Bandeiras de orações, contêm milhares de mantras e, ao girar, suas bênção são espalhadas pelo vento, mandando paz e harmonia para todos os lugares do mundo.
buddha
 
Namastê!
buddha

 

Imagens cortesia de: kl.chagdug.org

 

Fonte: Maya G.
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer: