header print

O cobrador da máfia

A máfia estava com problemas de caixa, porque a polícia estava prendendo todos os cobradores e confiscava o dinheiro.

Os chefões resolveram então contratar um cobrador surdo-mudo. Se o cara fosse preso, não diria nada.

Na primeira semana, o cobrador consegue recolher 40.000 dólares. Dá uma coceira na mão, e ele decide ficar com a grana e colocá-la em lugar seguro.

Uns dias depois, a máfia percebe que está acontecendo algo e manda um pessoal para 'conversar' com o cobrador.

Os capangas encontram o surdo-mudo e perguntam-lhe onde está o dinheiro. O cobrador não consegue se comunicar, e a máfia manda buscar um intérprete.

- Pergunte-lhe onde está a grana, diz um dos capangas.

Por gestos, o interprete faz a pergunta ao surdo-mudo.

O homem responde, também por gestos:

- Não sei do que vocês estão falando...

O interprete traduz aos capangas: - Ele disse que não sabe do que vocês estão falando...

Um bandido puxa um 38, aponta-o para a cabeça do cobrador e diz, dirigindo-se ao intérprete:

- Pergunte-lhe novamente onde o dinheiro está!

O interprete faz a pergunta. Assustado, o surdo-mudo responde por gestos:

- Desculpem, foi um momento de fraqueza. Os 40.000 dólares estão numa cavidade da terceira árvore em frente ao Museu Metropolitano de Arte, no Central Park.

O intérprete vira pros bandidos:

- Ele continua insistindo que não sabe do que vocês estão falando, diz que vocês são um bando de bichas e que ninguém aqui é homem pra puxar o gatilho..

Fonte: Enzo C.
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer: