header print

A História da Belíssima "Renda de Bruges"

Quando pensamos na Bélgica, nos vem à mente chocolate de qualidade superior, um grande sortimento de ótimas cervejas, arquitetura europeia clássica e, é claro waffles belgas. Entretanto, há um outro produto que faz com que a Bélgica seja única e, particularmente, a cidade de Bruges. No século 16, esta cidade obteve a fama de ser o local onde eram feitas as mais finas e belas rendas, em milhares de formas e padrões. O fato contribuiu para o sucesso da indústria têxtil naquele país.

renda

Bruges – Uma Histórica Superpotência Têxtil

Carinhosamente chamada de "Veneza do Norte", Bruges é a capital da Federação de Flandres, uma das províncias que formam a Bélgica. A cidade possui vários canais de água que foram construídos para enfrentar as enchentes do Mar do Norte, nos tempos medievais. Sua localização, à beira do mar, lhe proporcionava uma vantagem estratégica como porto principal de comércio de produtos têxteis que vinham da Inglaterra, da Itália e de outros países.
 
O comercio tornou-se muito lucrativo e, por volta do século 13, Bruges tornou-se o centro do comércio têxtil da Europa. As grandes quantidades de tecidos fizeram com que Bruges desenvolvesse uma rica indústria de roupas e de moda, que foi a precursora da indústria de fabricação de rendas.
 
Um canal de Bruges
renda

 

A Praça do Mercado

renda

O grande apreço dos belgas de Bruges por roupas de luxo e de alta qualidade levou ao desenvolvimento de 1.500 tipos diferentes de renda, tecidas com fios de prata, ouro, seda e também do mais fino linho e algodão. Alguns pesquisadores dizem que o peculiar método de fazer renda, usando pequenos teares e com o auxílio de guias de madeira, não foi desenvolvido na região, mas sim, é originário da Roma antiga. Desde aqueles tempos, as províncias da Bélgica aperfeiçoaram muitas técnicas de tecelagem, dando ao país o título de "Berço da Renda". 

renda

Delicadeza e perfeição.

renda
 
renda

Método tradicional de tecer renda

Em vários locais de Bruges é possível encontrar lojinhas vendendo artigos de renda de alto nível. Normalmente, são lojas de propriedade de senhoras entre 60 e 90 anos, que continuam a tecer suas criações com o tradicional método de bilros. Essas artesãs preservam a secular tradição e produzem rendas de alta qualidade com vários tipos de fios, em diversas cores e padrões. A totalidade desta manufatura na Bélgica é formada por 1.000 rendeiras que trabalham manualmente, sem a utilização de máquinas ou outros recursos tecnológicos. Não existe nem uma única fábrica de renda no país, pois o estado honra a antiga tradição das rendas feitas à mão e quer mantê-la viva pelo tempo que for possível.
 
renda

 

Rendeira em ação.

renda
 
renda
 
Como é feita a renda?
 
Frequentemente, a base para tecer renda é um pedaço de papel com o desenho do motivo que a rendeira quer tecer. Neste método, a rendeira usa, para começar, 22 agulhas com cabos de madeira, chamadas de "bilros". Quanto mais complicado for o desenho, mais bilros serão necessários. Algumas peças são tão complexas que requerem o uso de 200 bilros.
 
 

Aqui estão alguns exemplos magníficos da renda de Bruges. São lindos, são preciosos. Como colocar um preço nesses trabalhos?

renda

 
renda

 

Veja a complexidade do trabalho...

renda

 

Não são lindas?

renda

 

Instrumentos de trabalho

renda

 

Uma rendeira feita de... renda

renda

 

Um mapa de Bruges feito de renda

renda

 

Maravilhas

renda

Evidentemente que você já notou  que estas belas rendas se parecem muito com as nossas não menos magníficas criações feitas pelas rendeiras na região Nordeste do Brasil e também na cidade de Florianópolis, SC. 

Para você admirar e comparar, aqui vai um vídeo de brinde, mostrando os lavores da rendeiras de Alcaçuz-RN:
 
Fonte: Lacey C.
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer: