header print

O  Bandido e o Velho

Um criminoso, desesperado para escapar da polícia, consegue fugir e se vê num deserto, quase sem água. Logo ele não tem mais água para beber e, horas mais tarde,  já está cambaleando sob o implacável sol do deserto.
 
Quase em total desespero, ele, de repente, avista alguma coisa ao longe. Com esperanças de encontrar água, corre para o que pensa ser um oásis, e tudo o que encontra é uma barraquinha com um velho vendendo gravatas.
 
"Hei, você tem água?", pergunta o bandido, ofegante.
 
O velho responde: "Não tenho mais água, mas você gostaria de comprar uma gravata? Custa apenas R$ 5,00."
 
O bandido, frustrado, berra: "Seu imbecil! Você acha que eu tenho cara de quem precisa de gravata? Eu poderia matar você agora mesmo, mas primeiro, tenho que encontrar água!"
 
"Não precisa vir com ameaças", diz o velho, indignado. "Mesmo que você não compre uma gravata e me diga desaforos, vou lhe ajudar: se você seguir adiante onde está aquela duna, caminhando uns 3 quilômetros, vai encontrar um restaurante onde servem ótima comida e toda a água gelada que você quiser. Boa sorte!"
 
 
Resmungando, o bandido vai cambaleando em direção à tal duna. Várias horas depois, o velho avista o bandido se arrastando duna abaixo em sua direção, Quando ele finalmente chega, fica de costas, mais ofegante ainda.
 
"Tudo bem?", pergunta o velho vendedor, enquanto se curva para falar com o bandido, que, com um fio de voz, responde:
 
"Não me deixaram entrar sem gravata..."
 
Imagem cortesia de: Stockimages / freedigitalphotos.net
 
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer: