header print

Há Uma Razão Para o Castigo Físico Ser Proibido no Brasil

 Recentemente, uma escola no estado norte-americano da Geórgia alegou que iria trazer de volta as palmadas como uma forma de punir crianças. Esta é certamente uma notícia chocante para qualquer um em pleno 2018, particularmente em países supostamente desenvolvidos.
 
bater nos filhos

Em todo o mundo, existem apenas sessenta países que proibiram o castigo corporal contra crianças em casa, incluindo Quênia, Brasil, Nova Zelândia e Suécia, que foi o primeiro país a bani-lo em 1979. Enquanto isso, no Reino Unido, a Escócia e o País de Gales estão ambos no processo de restringir ou proibir de vez.

No Brasil, a Lei Menino Bernardo, também conhecida como Lei da Palmada, em vigor desde 2014, prevê que pais que maltratarem os filhos sejam encaminhados ao programa oficial de proteção à família e a cursos de orientação, tratamento psicológico ou psiquiátrico, além de receberem advertência. A criança que sofrer a agressão, por sua vez, deverá ser encaminhada a tratamento especializado. A proposta prevê ainda multa de três a 20 salários mínimos para médicos, professores e agentes públicos que tiverem conhecimento de agressões a crianças e adolescentes e não denunciarem às autoridades.

Nos EUA, existem 28 estados (inclusive a capital DC) que proíbem completamente o uso de castigos físicos nas escolas. Por outro lado, existem 15 estados que explicitamente permitem a punição corporal, incluindo Flórida, Texas e Carolina do Norte.

bater nos filhos

De acordo com uma pesquisa realizada pela ABC News, em 2017, o castigo físico de crianças na escola é apoiado por cerca de 26% dos adultos nos EUA. No entanto, este percentual sobe para 65% quando se trata da aprovação de surras em casa, e é um número que se manteve mais ou menos estável desde 1990.

No entanto, a opinião profissional típica da surra regular não é apenas que é ineficaz, mas também pode prejudicar o bem-estar de crianças e adolescentes. Sem dúvida, muitos reagirão com a inevitável afirmação de que "bem, isso não me causou nenhum dano", mas a pesquisa científica que foi reunida até agora sugere o contrário.

bater nos filhos

O estudo mais abrangente até o momento envolve 75 artigos coletados em mais de 50 anos e inclui mais de 160.000 crianças. Os resultados deste estudo mostraram que a surra está relacionada a 13 dos 17 desfechos medidos, que incluem níveis mais altos de comportamento antissocial e pior saúde mental tanto na infância quanto na idade adulta.

Todo mundo sabe o quão maleável são os cérebros jovens, e os efeitos mencionados acima são apenas algumas das maneiras pelas quais a palmada pode ter um efeito adverso sobre as crianças, tanto no presente quanto no futuro.

Compartilhe este artigo com seus amigos e familiares para ajudar a espalhar alguma consciência!

Fonte e imagens 

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade