header print

Em Quais Alimentos é Preciso Gastar ou Economizar

 Os supermrecados estão cheias de muitos produtos e marcas, sendo que às vezes fazer compras é uma tarefa frustrante, porque temos que escolher em qual produto e marca queremos gastar nosso dinheiro. A comida orgânica é melhor? São marcas diferentes, de qualidade diferente? E vale a pena comprar produtos em quantidades menores ou maiores? Para ajudá-lo, compilamos uma lista de 10 produtos populares que avalia se você deve investir seu dinheiro em opções mais saudáveis, ou poupá-lo por causa de publicidade enganosa e diferenças insignificantes entre eles e seus concorrentes orgânicos.
 
1. Economize em azeite
custo alimentos

O azeite é rico em ácidos graxos monoinsaturados e é benéfico para a saúde do coração, independentemente da marca ou do país de origem. Os que têm melhor sabor são do tipo de azeite extra-virgem e, para escolher os de melhores valores nutricionais, é preciso verificar a data de embalagem do produto, pois quanto mais fresco, melhor. Mantenha o azeite de oliva em um local fresco e escuro para conservar sua qualidade e não pense que precisa comprar o produto mais caro para obter os melhores benefícios de sabor e saúde. Surpreendentemente, os azeites mais baratos são os mais versáteis em termos do valor nutricional que eles fornecem.

Observe que os rótulos que alegam que o produto é "livre de colesterol" são, na maioria dos casos, sem sentido, uma vez que todos os óleos vegetais não contêm colesterol. Uma coisa que deve ser observada é o nível de pH do óleo que quanto menor maior é a qualidade do óleo. Um produto que é rotulado como azeite virgem deve conter um nível máximo de acidez de 0,8%.

2. Óleo de canola
custo alimentos
O óleo de canola é um dos óleos mais populares para se usar devido ao seu sabor natural, seus ácidos graxos e benefícios para a saúde, e o fato de que ele pode ser cozido em diferentes temperaturas. Como o azeite de oliva, ele é rico em ácidos graxos monoinsaturados, mas, ao contrário do azeite, costumam ser usadas sementes geneticamente modificadas para produzi-lo. Além disso, uma parte significativa do processo de preparação inclui o uso de solventes, destilados e removedores de odor que você preferiria evitar. A maneira mais fácil de fazer isso é simplesmente comprar óleo de canola orgânico, cujo processo é completamente natural, não é aquecido, não tem substâncias químicas e engenharia genética.
3. Economize em temperos secos
custo alimentos

Usar temperos na culinária é a melhor e mais fácil maneira de adicionar sabor a um prato e melhorar seus benefícios para a saúde. Se você deseja obter o melhor sabor, não procure os produtos mais caros, e sim os produtos mais frescos. Quanto mais próxima a data da embalagem, melhor a qualidade da especiaria. Especiarias que vêm em toda a sua forma mantêm seu frescor por mais tempo do que especiarias que vêm em pó ou moídas, com uma diferença significativa de vários anos. É por isso que é recomendado comprar especiarias inteiras e moê-las em casa.

Se você quiser verificar o frescor das especiarias em sua casa, use seu olfato e visão. Se o cheiro da especiaria estiver enfraquecido e sua cor estiver desbotada é hora de descartá-la. Além disso, não desperdice seu dinheiro com muitos temperos se você não planeja usá-los com frequência, assim você sempre terá temperos frescos à mão.

4. Feijões
custo alimentos

Embora o alimento que vem em embalagens seladas de metal soe e pareça menos saudável do que seu equivalente fresco, os feijões enlatados são tão ricos em proteínas e fibras quanto os feijões secos, mas nem todos os feijões enlatados são embalados da mesma maneira. Primeiro, uma lata barata de feijão pode conter certos aditivos, como o cálcio dissódico, que ajuda a preservar a cor dos grãos, mas, ao mesmo tempo, pode prejudicar a capacidade do organismo de absorver seus nutrientes.

Outra coisa a prestar atenção é o metal na lata em si. Muitas latas contêm uma substância química chamada bisfenol A, que é conhecida por perturbar o Sistema Endócrino e secretar hormônios na corrente sanguínea. A maneira mais fácil de evitar esses suplementos é comprar grãos orgânicos, por isso é melhor gastar um pouco mais nesse caso.

5. Abacate
custo alimentos
O abacate é uma fruta rica em benefícios para a saúde, principalmente dos olhos e do coração. Embora os pesticidas geralmente sejam usados em plantações de abacate, eles não causam danos consideráveis.. Na verdade, o abacate é a fruta número um na lista "15 Colheitas mais limpas" do GTA (Grupo de Trabalho Ambiental), o que significa que há poucos pesticidas e, em todo caso, você não come a casca, reduzindo seu contato com pesticidas completamente. É por isso que você não precisa escolher a opção orgânica e pode se sentir seguro economizando seu dinheiro ao escolher abacates.
6. Maçãs
custo alimentos
Em contraste com os abacates, as maçãs estão no topo da lista das doze piores, o que significa que as maçãs têm a maior quantidade de pesticidas em relação a outras culturas testadas. Definitivamente, não é onde você quer ver um dos alimentos mais consumidos. De todas as maçãs cuidadosamente examinadas, 99% continham resíduos de pesticidas que podem aumentar o risco de câncer, então você pode querer gastar um pouco mais na hora de comprar maçãs orgânicas, ou pelo menos lavar bem as maçãs antes de comê-las.
7. Massas
custo alimentos

Quase não há diferença no sabor das massas entre as várias marcas e isso ocorre porque a maioria delas é preparada usando a mesma receita. A massa de trigo integral é feita, como o próprio nome sugere, de trigo integral e a massa mais comum é feita de farinha de trigo com vários suplementos essenciais, como niacina, ferro, tiamina, vitamina B2 e ácido fólico. Estes dois tipos são excelentes fontes de carboidratos complexos, mas somente a partir de massas de trigo integral você obterá os benefícios do trigo integral e de fibras mais naturais.

Quer tenha sido feito na Itália ou em qualquer outro lugar do mundo, não há necessidade de gastar mais dinheiro naquilo que nos parece mais "autêntico" ou orgânico, já que não há diferenças significativas reais. A maior parte do sabor da sua massa virá do molho que você faz para ela, de modo que até mesmo seu sabor não deve ser um fator significativo ao fazer sua escolha.

8. Conservas de atum
custo alimentos

Embora o atum em lata contenha muitas proteínas e ácidos graxos ômega-3, que beneficiam nossos corações, você também pode estar consumindo altos níveis de mercúrio, se não escolher cuidadosamente seu atum. Este contaminante pode acumular-se ao longo do tempo na corrente sanguínea e é particularmente perigoso para o sistema nervoso de fetos e crianças pequenas.

De acordo com as recomendações da Administração de Alimentos e Medicamentos e da Agência de Proteção Ambiental dos EUA, é melhor não comer mais de uma lata de atum por semana. Além disso, a Associação Americana de Pediatria recomenda que as crianças consumam apenas 2 latas por mês. Uma lata comum de atum light geralmente tem menos metilmercúrio do que atuns em conserva com molhos e aditivos e é, portanto, mais recomendada do que outros tipos.

9. Economize na água
custo alimentos

A água é a bebida mais barata que temos e não é algo que devemos ter como garantido apenas devido à sua disponibilidade. Existem tantas marcas de água que prometem grande sabor e benefícios à saúde para seus concorrentes, mas, na verdade, toda a água tem que atender aos mesmos padrões internacionais rigorosos para ser considerada segura para beber.

Em vez de comprar água engarrafada, você pode investir em um filtro, que ajudará você a obter a mesma qualidade a um preço mais econômico. Além disso, se você não reciclar suas garrafas, pense em começar, pois essa mudança ajudará nosso mundo a manter-se mais limpo e saudável.

10. Carne
custo alimentos
Se você comprar carne que vem embalada da fábrica, pelo menos certifique-se de que ela não contenha antibióticos, o que pode ajudar a reduzir sua exposição a bactérias resistentes a antibióticos. A carne orgânica geralmente vem de animais que não receberam antibióticos adicionais ou hormônios artificiais, e a comida que consomem é orgânica. Lembre-se de que qualquer coisa que vacas e galinhas comam fica em seu corpo e, se consumirem nutrientes, você consumirá os mesmos nutrientes. Por outro lado, se eles consumirem alimentos cheios de substâncias nocivas, você também consumirá essas substâncias através deles. Portanto, recomenda-se não poupar, mas sim gastar com a carne que você compra.

Fonte das imagens: ​Oregon State UniversityMaulpateldominik18sStacyProjectManhattanCrisco 1492Austin512Tax Credits 

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade