header print

4 Tipos De Personalidade Que Podem Ser Encontradas

 Um novo estudo baseado em dados representando 1,5 milhão de pessoas descobriu que existem quatro tipos distintos de personalidade que podem existir em seres humanos. O estudo, publicado na revista “Nature Human Behavior” , identificou quatro tipos de personalidade: reservada, modelo, média e autocentrada.

"A comunidade de psicologia social está bastante alinhada com o tipo de avaliação anti-Myers-Briggs (um teste de personalidade que resulta na geração de um acrônimo para descrever uma personalidade)", disse Alexander Swan, psicólogo do Eureka College, em Illinois, que é um crítico do teste de Myers-Briggs.

Por milhares de anos as pessoas tentam se encaixar em categorias. "Essas ideias remontam aos antigos gregos, como Hipócrates, e assim por diante", disse Martin Gerlach, pesquisador de pós-doutorado que estuda sistemas complexos na Universidade Northwestern.

Este estudo é diferente porque os pesquisadores adotaram uma abordagem totalmente nova comparada com os testes de personalidade relacionados a Myers-Briggs, pois eles simplesmente analisaram quatro enormes conjuntos de dados sem aderir às teorias junguianas (como em Carl Jung, o homem que desenvolveu o teste de Myers-Briggs).

Os pesquisadores também contaram com a ajuda do psicólogo William Revelle, que critica abertamente a noção de que existem diferentes tipos de personalidade. "Eu vou ser muito franco", disse ele. "Minha primeira reação foi que isso é um absurdo."

tipos de personalidade


Os psicólogos sociais discutem há muito tempo se os tipos de personalidade realmente existem. Os traços, por outro lado, são um assunto completamente diferente. Traços de personalidade "podem ser medidos consistentemente através das idades, através das culturas", disse um dos principais pesquisadores.

Existem cinco traços de personalidade bem estabelecidos, e estes são frequentemente referidos como os “Modelo dos Cinco Grandes Fatores”, ou "Big Five". Eles são abertura a novas experiências, conscienciosidade, extroversão, simpatia e neuroticismo. O grau em que um indivíduo possui esses traços é geralmente estabelecido por um questionário muito detalhado, que geralmente contém 100 perguntas ou mais.

Um item típico pode perguntar quanto você concorda com uma afirmação como "eu me vejo como alguém cheio de energia" ou "tenho tendência a guardar rancor". Os resultados de cada questionário servem para dar um valor para cada uma das cinco características, por exemplo, indicando que uma pessoa é altamente agradável, ou não apresenta traços de neuroticismo.

A grande falha com os “Big Five” é que se baseia no autorrelato. Isso levanta questões sobre quão bem uma pessoa pode dizer se está, por exemplo, cheia de energia ou não. No entanto, os proponentes deste método apontam que ele é consistente, e verificou-se que as autoavaliações se alinham com os resultados obtidos a partir da avaliação pelos pares.

O novo método que os pesquisadores desenvolveram foi o suficiente para convencer Revelle dos quatro tipos de personalidade. Eles apareceram constantemente sobre a amostra de aproximadamente 1,5 milhão de pessoas dos Estados Unidos e da Inglaterra.

tipos de personalidade

De acordo com John A. Johnson, psicólogo da Universidade do Estado da Pensilvânia, o novo estudo "apresenta um caso muito forte para os tipos de personalidade definidos pelas configurações dos traços da personalidade dos "Big Five". Johnson coletou dados de traços de personalidade de mais de 500.000 pessoas. Embora ele não estivesse diretamente envolvido com este, em particular, disponibilizou os conjuntos de dados coletados para os pesquisadores.

"O que é único no estudo atual é a escolha dos domínios do “Big Five” como ponto de partida", disse Johnson, "em vez de alguns tipos teóricos que surgiram da imaginação do pesquisador".

Algumas das descobertas do estudo incluíram o fato de que os tipos de personalidade modelo estavam presentes em cada traço dos “Big Five”, exceto neuroticismo. A presença desses padrões também pareceu aumentar com a idade. 

Além disso, os homens adolescentes eram mais propensos do que a média a serem egocêntricos, mas isso diminuiu com a idade.

Embora tenha havido inúmeras pessoas que criticaram o estudo por ter um tipo de personalidade “média” incluído nele, Revelle (que era inicialmente cético) usou uma metáfora para descrever os outros quatro tipos de personalidade, cada um sendo uma das quatro maiores áreas metropolitanas dos Estados Unidos. O tipo de personalidade média, por outro lado, dava uma imagem mais clara do resto do país.

No entanto, Revelle também questionou a real utilidade dos traços de personalidade no estudo, mas outras expansões de suas descobertas, tais como investigar se mais pessoas que eles chamavam de “modelos” são mais bem-sucedidas em seus trabalhos do que o resto dos participantes, devem ser exploradas mais adiante.

 

Origem do conteúdo

Imagens

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade