header print

15 Coisas Que Podem Causar Câncer

 Nos últimos 15 anos, os casos de câncer aumentaram 31% em todo o Brasil. Já nos EUA, esta doença está fazendo mais vítimas do que problemas cardíacos. O câncer afeta principalmente o modo como as nossas células crescem e se dividem, alterando-as incisivamente. Todos os cânceres ocorrem devido a danos ou mutações genéticas em nosso DNA. 

Na maioria dos casos, não há como saber ao certo como o câncer surgiu, sendo por vezes consequência de defeitos genéticos e predisposições transmitidas de geração em geração, ou ainda resultado de mudanças genéticas que sofremos em nossa vida.

No entanto, também sabemos que respirar certas substâncias, comer determinados alimentos e até mesmo ter contato com alguns tipos de coisas de plástico aumenta o risco de desenvolver câncer. Abaixo estão 15 carcinogênicos conhecidos e suspeitos.

 
1. Açúcar
causa câncer

Os cientistas sabem agora que consumir muito açúcar pode não apenas levar à diabetes, mas também danificar ativamente as células e aumentar o risco de desenvolver câncer. Infelizmente, isso não é tudo.

Novas pesquisas sugerem que o açúcar pode estimular o crescimento de tumores no corpo, porque o câncer usa o açúcar como combustível. Os cientistas dizem que as pesquisa mais recentes esclarecem melhor a forma como as células cancerígenas e o açúcar interagem, isso ajudará os médicos na orientação da dieta de seus pacientes.

 

2. Alimentos processados

Geralmente, os alimentos que vem dentro de uma embalagem de plástico e que podem ficar meses sem estragar sendo conservados na geladeira, são vistos com bons olhos por aqueles que querem soluções rápidas na hora da fome. Entretanto, é justamente esse tipo de alimento que pode aumentar as suas chances de desenvolver câncer.

Cientistas franceses recentemente se concentraram em uma ligação entre pessoas que comem mais alimentos processados e aqueles que desenvolvem câncer. Eles ainda não estão inteiramente certos se o problema são os elementos que os mantém conservados na prateleira, a embalagem ou uma combinação dos dois.

3. Fumar

Há anos sabemos que a fumaça do tabaco contém pelo menos 70 substâncias químicas causadoras de câncer. Além disso, não são apenas os fumantes que são afetados, pois pessoas que inalam passivamente o fumo também podem desenvolver formas mortais de câncer.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças diz que “os não fumantes expostos ao fumo passivo em casa ou no trabalho aumentam o risco de desenvolver câncer de pulmão em 20 a 30%.

4. Bronzeamento e exposição excessiva ao sol 

De acordo com a Skin Cancer Foundation, aqueles que fazem bronzeamento artificial antes dos 35 anos aumentam em 75% o risco de desenvolver melanoma. Estar exposto ao sol por longos períodos também pode causar problemas. O recomendável é usar roupas protetoras, protetor solar, encontrar lugares com sombra e evitar exposição ao sol das 12h às 16h. 

5. Trabalho noturno

Em 2007, a Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer classificou o trabalho noturno como provável carcinógeno. Os cientistas acreditam que trabalhar à noite e por longas horas no escuro pode mexer com os ciclos naturais de sono e circadianos do corpo.

6. Carne defumada na grelha 

causa câncer

As carnes defumadas na grelha podem ser saborosas e tenras, mas provavelmente também aumentam o risco de câncer. Isso ocorre porque as carnes musculares contêm compostos chamados aminas heterocíclicas, ou HCAs e os hidrocarbonetos aromáticos policíclicos, ou PAHs.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer, quando frango, peixe ou carne de vaca são cozidas em fogo alto ou fritas a altas temperaturas, liberam sucos e gorduras no fogo que provocam chamas com as substâncias químicas do interior das carnes (esse processo que cozinha a carne que pretendemos comer).

Os cientistas não têm certeza se essas substâncias químicos causam câncer, mas, em testes de laboratório, descobriu-se que eles mudam o DNA de maneiras que podem aumentar o risco de câncer.

7. Álcool

O consumo regular de álcool pode aumentar o risco de desenvolver vários tipos diferentes de câncer, incluindo fígado, garganta, mama e cólon.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer, “o risco de desenvolver câncer aumenta com a quantidade de álcool que uma pessoa bebe”.

Uma análise recente de cerca de 6.000 pessoas que bebem em 19 países de alta renda em todo o mundo revelou que beber mais álcool está associado ao desenvolvimento de todos os tipos de câncer no sistema digestivo.

8. Inalação de diesel

Segundo a Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer, o óleo diesel contém mais de 30 componentes que podem causar câncer.

9. Poeira de madeira

Trabalhadores de serralheria e carpinteiros que respiram toneladas de poeira cortando e moldando madeira regularmente têm maior probabilidade de desenvolver câncer de seio e cavidade nasal do que pessoa sem esse tipo de atividade.

 

 

10. Controle de natalidade e estrogênio

As mulheres que começam a menstruar mais cedo ou entram na menopausa mais tarde podem ter maior risco de terem câncer de mama, porque estão expostas a mais estrogênio e progesterona produzidos pelos ovários.

Além disso, as mulheres que estão passando pela menopausa e usam uma terapia combinada de estrogênio-progestina para ajudar a aliviar seus sintomas, também podem ter um risco maior de desenvolver câncer de mama. 

O uso de pílulas anticoncepcionais também pode aumentar o risco de uma mulher desenvolver câncer cervical, embora haja evidências de que o uso de anticoncepcional esteja associado a um risco reduzido de desenvolver outros tipos de câncer, como colorretal e ovariano.

 

 11. Vírus

causa câncer

Contrair certos tipos de vírus pode aumentar indiretamente suas chances de câncer. Isso porque, em algumas situações, os vírus desencadeiam mudanças genéticas nas células que podem contribuir para o câncer.

O Instituto Nacional do Câncer afirma: “alguns vírus ligados ao câncer são o papilomavírus humano (HPV), que causa câncer cervical; vírus da hepatite B e C, que podem causar câncer de fígado; e o vírus Epstein-Barr, que pode causar um tipo de linfoma ”.

12. Obesidade

Ser obeso pode aumentar o risco de desenvolver diferentes tipos de câncer, incluindo cólon, reto, mama, esôfago, pâncreas e rim.

No entanto, existem coisas que você pode fazer para reduzir esse risco. A prevenção inclui a ingestão de alimentos saudáveis e prática de exercícios físicos com regularidade. Assim, além de conseguir manter um peso adequado, também se reduz as chances de desenvolver alguns desses tipos de câncer, podendo ainda afastar depressão e melhorar o humor.

13. Poluição do Ar

O ar poluído e as partículas nele também podem levar ao câncer.
Um exemplo claro foi o caso dos limpadores de chaminé de Londres. As fuligens das chaminés são terríveis para causar danos à saúde. Na década de 1770, as pessoas começaram a notar muitos varredores de chaminés desenvolvendo o câncer escrotal, e estudos posteriores encontraram uma correlação entre o trabalho pesado da chaminé e o aumento das taxas de câncer.

Atualmente, a poluição das grandes cidades são um fator preocupante em relação ao desenvolvimento do câncer. A inalação de fuligem e demais poluições do ar também tem sido associada a câncer de esôfago, bexiga e pulmão.

14. Alguns plásticos

Plásticos podem ser perigosos, especialmente quando eles começam a liberar produtos químicos através de arranhões ou rachaduras na embalagem.

O BPA é um estrogênio sintético que tem sido usado em muitas resinas e plásticos desde a década de 1960. As resinas de BPA podem ser usadas dentro de produtos como latas de alimentos metálicos servindo de selantes, enquanto os plásticos de policarbonato BPA podem incluir garrafas de água e recipientes de armazenamento de alimentos.

Embora muitos fabricantes de plásticos tenham começado a rotular seus produtos como “livre de BPA”, ainda há muita coisa por aí que pode causar câncer de mama e próstata.

15. Cuidado com o HPV

O HPV é um vírus sexualmente transmissível que está na lista dos vírus causadores de câncer que mencionamos acima. O Centro de Controle e Prevenção de Doenças diz que mais de 40 tipos diferentes de vírus podem ser transmitidos através do contato sexual.

Muitas formas desse vírus desaparecem sozinhas e são relativamente inofensivas, mas outras podem causar câncer peniano, cervical, vaginal e anal. Mesmo o uso de um preservativo não impede necessariamente a propagação do HPV. É por isso que é recomendável que homens e mulheres recebam a vacina contra o HPV, idealmente antes de seu primeiro encontro sexual.

 

Aprenda a reconhecer os primeiros sinais dos tipos mais comuns de câncer clicando aqui.

 

Fonte: businessinsider
Imagens: depositphotos

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade