maavaron
Você está sendo transferido para a página solicitada...
header print

Os Especialistas em Intoxicação Alimentar Evitam Esses Alimentos

 De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças, alguns alimentos estão mais associados a doenças do que outros. No entanto, de acordo com especialistas, esses alimentos são os piores, por isso eles tomam precauções extras para evitá-los completamente. Talvez você devesse fazer o mesmo!
 
1. Carne malpassada
alimentos

A fonte número um de intoxicação alimentar é a carne malpassada. Carnes cruas podem conter Salmonella, E. coli, Campylobacter e Yersinia. O ideal é sempre cozinhar sua carne para erradicar essas bactérias, mas você nunca terá certeza que está cozida apenas olhando para ela. Use um termômetro de alimentos a uma temperatura interna segura.

2. Sobra de carne
Só porque você cozinhou corretamente uma vez, não significa que é seguro comer as sobras da carne. Qualquer sobra deve ser refrigerada a 4 graus ou menos, em no máximo duas horas depois do preparo. Grandes cortes de carne devem ser divididos em quantidades menores para que eles resfriem rápido o suficiente para impedir o crescimento de bactérias.

3. Leite não pasteurizado
alimentos

O leite cru pode conter bactérias nocivas que podem deixá-lo realmente doente. Entre elas, estão Campylobacter, E. coli, Salmonella e Listeria. Embora a listeriose (a infecção causada por Listeria) seja rara, as mulheres grávidas são menos capazes de combatê-la, o que significa que pode ser mais mortal para elas. Além disso, pode ser prejudicial para o feto também. Os adultos mais velhos e aqueles com um sistema imunológico comprometido também correm maior risco.

Portanto, é melhor beber leite pasteurizado. Aqueles em maior risco devem tomar a precaução extra de não comer qualquer produto lácteo feito de leite não pasteurizado - queijos crus, por exemplo.

4. Ovos crus
Os ovos podem conter Salmonella, mesmo que pareçam limpos e não estejam rachados. Para evitar ficar doente, cozinhe os ovos até que as gemas e as claras estejam firmes. Alimentos que contenham ovos devem ser bem cozidos. Mantenha os ovos a 4 graus ou menos, e não coma massas cruas, como as de bolo e biscoito, por exemplo.

5. Comida enlatada
alimentos

Se a lata do alimento estiver amassada, não coma. Mesmo que seja pequena, uma ruptura na parte superior ou lateral pode danificar a estrutura e permitir a entrada de bactérias na lata, e obviamente você não quer isso.

 

6. Brotos crus
Brotos são cultivados em condições úmidas e quentes, tornando-os um terreno ideal para germes, como E. coli, Salmonella e Listeria. Então, se você gosta de brotos, deve pensar em cozinhá-los em vez de servi-los crus em seus sanduíches e saladas.

7. Frutos do mar crus
alimentos

Ostras e outros crustáceos que se alimentam por filtragem podem conter bactérias e vírus. Por exemplo, ostras cruas ou malcozidas podem conter bactérias Vibrio, que podem levar a uma infecção chamada vibriose. Além disso, ostras que foram colhidas de águas contaminadas podem conter norovírus, que causa diarreia e vômito. Para evitar intoxicação alimentar, cozinhe seu marisco completamente.

8. Frutas e legumes não lavados
Comer produtos frescos fornece importantes benefícios para a saúde, mas frutas e vegetais crus podem conter E.coli, Salmonella e Listeria. A contaminação pode ocorrer a qualquer momento, desde a plantação até a mesa, incluindo a contaminação cruzada em sua própria cozinha. Portanto, sempre lave seu produto com cuidado.

Isto também acontece com aquelas frutas com cascas, isto porque você toca a casca com os dedos ao descascar, o que pode acabar contaminando o interior com os germes da casca.

Fonte: rd
Imagens: depositphotos
 

 

Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade
Registre-se Gratuitamente
Você quis dizer:
Clique aqui "Registre-se", para concordar com os Termos e a Política de Privacidade